Campanha Transporte Legal

“Fuja do Perigo: Vá de Ônibus”

É do conhecimento de todos o crescimento acelerado e desordenado que o transporte alternativo pirata vem apresentando nos últimos anos em nossa cidade, notadamente no Rio de Janeiro. Além de impactar diretamente o equilíbrio econômico-financeiro das empresas regulamentadas do setor (reduzindo sobremaneira sua capacidade de renovar a frota, por exemplo), o uso de transporte pirata representa uma série de desvantagens e riscos ao passageiro. Listamos a seguir alguns dos motivos que fazem do transporte coletivo legal a escolha mais responsável para seus deslocamentos.

  • Apenas nos ônibus regulamentados você pode contar com uma Manutenção Preventiva Obrigatória: porque o cliente não pode correr riscos;
  • O motoristas de ônibus é um profissional habilitado, bem treinado e responsável;
  • Por força da lei, os ônibus urbanos possuem um dispositivo tecnológico que não permite que o veículo entre em movimento com as portas abertas;
  • Ao andar de ônibus, você está protegido por um contrato de transporte para eventuais problemas que o deslocamento apresente;
  • Nossos ônibus tem sua emissão de poluentes rigidamente controlada;
  • Nós temos uma estrutura de suporte ao cliente por trás de nossos motoristas e cobradores;
  • As faixas seletivas das principais vias da cidade são exclusivas para ônibus, e tornam as viagens mais rápidas;
  • Grande parte dos ônibus já possui câmeras filmadoras instaladas para sua maior segurança;
  • Somente nos ônibus de empresas regulamentadas você pode usar o seu cartão de Vale Transporte;
  • Por uma questão de respeito e merecimento, idosos, deficientes e estudantes da rede pública tem direito a viagens gratuitas em nossos ônibus, conforme a legislação em vigor;
  • As empresas regulamentadas de transporte coletivo oferecem milhares de empregos diretos e indiretos: o setor é a garantia do sustento de milhares de famílias;
  • O ambiente do ônibus permite uma série de atividades interessantes ao longo do seu deslocamento: estudar para prova, ler, fazer novos amigos, falar de futebol, conhecer pessoas, etc;
  • Técnicos e especialistas do setor são unânimes em afirmar que vans/kombis e ônibus não devem concorrer entre si nos mesmos eixos de deslocamento: em outros países do mundo, eles atuam como meios de transporte complementares;